Desvios do descarte

Odilon Tavares monta diariamente seu sebo na esquina da rua Grão Mogol com a avenida do Contorno, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, e comercializa os livros encontrados no lixo a preços fixos de 5 reais.
Na sala de fundo da Biblioteca Rafaelo Berti, na Escola de Arquitetura da UFMG, algumas estantes metálicas reúnem centenas de exemplares produzidos pelo Serviço Gráfico da Escola nas décadas de 1960 e 1970. Periodicamente, as bibliotecárias disponibilizam exemplares desse estoque para descarte.
Nas minhas conversas com Odilon, fotografei-o com materiais do Laboratório da Escola de Arquitetura (câmera Canon N80 e filmes Kodak Trix 400 vencidos) e também utilizei a estrutura do Laboratório para revelar e ampliar essas fotografias. Inseri estas imagens nos livros descartados pela Biblioteca.
Desvios do descarte consiste na criação destas narrativas visuais, por meio do registro fotográfico das atividades de Odilon Tavares e sua inserção nos livros descartados, para então levá-los até seu sebo de rua.

Belo Horizonte, 2019